Você está aqui
Home > Esporte > SEM R$ 3,50 PARA PASSAGEM DE ÔNIBUS, AUTOR DE GOLAÇO NA COPINHA USAVA BIKE EMPRESTADA

SEM R$ 3,50 PARA PASSAGEM DE ÔNIBUS, AUTOR DE GOLAÇO NA COPINHA USAVA BIKE EMPRESTADA

 Mãe, me dá o dinheiro da passagem para ir ao treino?

– Filho, não tenho.

O bilhete de ônibus custava R$ 3,50.

Era o valor que Erick precisava para sair de casa até o campo, local de treinamento da equipe de futebol de Fortaleza que o pequeno jogador acabava de ser chamado. Mas dona Eliza, naquele momento, não tinha os R$ 3,50.

Para não perder a oportunidade, o garoto pegou emprestado a bicicleta de um amigo, pedalou por 1 hora e chegou ao campo para o primeiro treino. E as pedaladas de casa até o CT se repetiram dia após dia, treino após treino, até o atacante chegar mais longe: ser chamado pelo River-PI, em agosto do ano passado, e ganhar vaga na equipe titular do time piauiense na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

De tanto pedalar, o pequeno de 1,65m de altura – daí o apelido Pulga – talvez tenha se especializado em velocidade e força. Nesse ritmo, nasceu o golaço dele na Copinha, na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG. O atacante saiu limpando todo mundo, fez fila e arrancou como estivesse saindo voado de casa para o primeiro treino – quando a mãe disse não ter os R$ 3,50 da passagem. Pulga driblou cinco e mais o goleiro. O belo lance concorreu ao Prêmio Dener da rodada.

– Minha primeira competição oficial foi o Campeonato Cearense (sub-20), no primeiro semestre de 2019. Aí, comecei a me destacar e cheguei ao River-PI em agosto. Estou muito feliz aqui, e jogar a Copinha era um sonho. Nunca acreditei, desisti. Minha família é humilde, às vezes, com meu pai desempregado, não tinha dinheiro para ir ao treino. Mesmo assim, sempre me apoiaram e hoje, graças a Deus, estou dando orgulho a eles, minha família – narrou Erick.

Pulga, camisa 7, desabou no chão e em lágrimas depois do 1 a 0 sobre o Atlético-MG. A emoção tomou de conta quando lembrou por tudo que passou e viu seus companheiros de time felizes com o feito de derrotar o Galo mineiro, algo que muitos duvidaram.

– Chorei porque fiquei emocionado com o gol. O choro era de felicidade. Jogar pela primeira vez a Copinha e ajudar o meu time sair com a vitória – detalhou o atacante.

Pulga mora em Teresina, no alojamento para atletas da base do River-PI. A família ficou em Fortaleza, no Ceará, na torcida pelo sucesso do garoto. O filho da dona Eliza, que atualmente ajuda a sustentar a casa vendendo lanches, e do seu Tarciano, marceneiro, tem outros seis irmãos.

– Estou focado aqui no River-PI, em fazer história. Ao mesmo tempo, feliz pelo gol. Espero que ainda possa acontecer muitas coisas boas em minha vida – acredita Pulga.

Com Pulga, o River-PI busca classificação inédita para a segunda fase da competição, o mata-mata. Nunca, em 22 participações de clubes do estado do Piauí no torneio, um time piauiense passou da fase de grupos. Depois de vencer o Atlético-MG na primeira rodada, o Galo enfrenta ainda o Taubaté e o Capital-TO.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pi/futebol/noticia/sem-r-350-para-passagem-de-onibus-autor-de-golaco-na-copinha-usava-bike-emprestada.ghtml
Foto: Victor Costa/River AC

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top