Você está aqui
Home > Local > NOVO DECRETO DO GOVERNO DE MS VAI FLEXIBILIZAR RESTRIÇÕES E RESTABELECER HORÁRIO DO TOQUE DE RECOLHER POR GRAU DE RISCO

NOVO DECRETO DO GOVERNO DE MS VAI FLEXIBILIZAR RESTRIÇÕES E RESTABELECER HORÁRIO DO TOQUE DE RECOLHER POR GRAU DE RISCO

O governo de Mato Grosso do Sul deve publicar na tarde desta quarta-feira (31) um novo decreto que vai flexibilizar algumas medidas restritivas de enfrentamento a Covid-19.

Segundo o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o novo decreto deve entrar em vigor na segunda-feira (5) e vai possibilitar a reabertura da maioria das atividades comerciais e serviços.

As atividades não essenciais estão com o funcionamento suspenso no estado desde o dia 26 de março, quando começou a vigorar o decreto que vence neste domingo (4).

O governador disse que essa reabertura, entretanto, deverá ser feita com respeito as medidas de biossegurança, como distanciamento, uso de equipamentos de proteção e sem aglomerações nos estabelecimentos.

Em relação ao toque de recolher, Azambuja disse que será restabelecido os horários conforme o grau de risco dos municípios para a pandemia apontados no programa Prosseguir.

De acordo com o secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo, o Prosseguir aponta nesta quarta-feira que 51 cidades do estado, inclusive, Campo Grande estão classificadas com a bandeira vermelha, de alto risco. A capital, no levantamento anterior estava enquadrada na cinza, de risco extremo.

Murilo diz que outros 25 municípios estão na bandeira laranja, de risco médio, 2 na amarela, de grau tolerável – Jaraguari e Rochedo e somente um, Sidrolândia, na bandeira cinza.

Seguindo o que antecipou o governador sobre o toque de recolher e o Prosseguir, as cidades com as bandeiras amarela e laranja, vão ter a recomendação da restrição de circulação das pessoas das 22h às 5h; já as que receberam o enquadramento na cor vermelha, das 21h às 5h e a única no cinza, de risco extremo, das 20h às 5h.

Azambuja comentou que espera não ter de editar um novo decreto com medidas mais restritivas e cobrou a sociedade de mais conscientização. “Não adianta querer jogar no colo do governo. A sociedade também tem responsabilidade. Somente com o uso de equipamentos de proteção e higiene pessoal vamos fazer diminuir as internações”.

Situação da pandemia

 

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, fez nesta quarta-feira um resumo da situação preocupante da pandemia no estado:

  • Com as 57 mortes confirmadas nesta quarta, média móvel de 52 óbitos por dia, nos últimos 7 dias;
  • Das mortes confirmadas nesta quarta, 30 são de Campo Grande;
  • Novo recorde de internações por Covid-19, 1.233, sendo 722 em leitos clínicos e 511 em leitos de UTI;
  • Com 1.729 casos novos, média móvel é de 1.412 casos por dia, nos últimos 7 dias;
  • 168 pessoas na fila por leito de UTI ou clínico no estado, sendo 119 na macrorregião de Campo Grande – 93 na capital; 19 na macrorregião de Dourados e 30 na central de regulação do estado;
  • Taxa de ocupação de leitos de UTI Covid na macrorregião de Campo Grande de 103%, na macro de Dourados de 87% e em nas macro de Corumbá e Três Lagoas, de 100%;
  • Taxa de contágio se mantém em 1,07%.

Fonte: https://g1.globo.com/ms/mato-grosso-do-sul/noticia/2021/03/31/novo-decreto-do-governo-de-ms-vai-flexibilizar-restricoes-e-restabelecer-horario-do-toque-de-recolher-por-grau-de-risco.ghtml

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top