Você está aqui
Home > Saúde > NO SENTIDO INVERSO DE CONTROLE DO NOVO CORONAVÍRUS, ISOLAMENTO SOCIAL CAI PARA 35%

NO SENTIDO INVERSO DE CONTROLE DO NOVO CORONAVÍRUS, ISOLAMENTO SOCIAL CAI PARA 35%

Ao contrário das orientações para reduzir o contágio do novo coronavírus, as taxas de isolamento social continuam abaixo do esperado. A taxa média mapeada no País nesta quarta-feira (17.6) foi de 37,3% e em nenhum estado a adesão atingiu metade da população.

Em Mato Grosso do Sul a adesão foi de 35,1%, e o Estado ficou a 25° posição no ranking das unidades da federação. Com essa média nem parece que há um vírus altamente contagioso circulando. Mais duas vidas foram perdidas nas últimas 24 horas, totalizando 39 óbitos decorrentes da doença no Estado. A nível Brasil, essa soma já ultrapassa 46 mil.

No ranking das capitais brasileiras, Campo Grande também ocupa a 25° colocação com taxa de isolamento de 34,2% para esta quarta. Com esse índice a cidade vem mantendo a mesma média registrada na última quinzena, que tem variação de 34,1% a 45,3%, considerando finais de semana e feriados.

Nos municípios sul-mato-grossenses a menor adesão foi registrada em Tacuru que atingiu só 29,4% da população, e a maior em Douradina, onde 50% das pessoas permaneceram no perímetro de suas residências durante todo dia. Confira aqui a lista completa de cidades aqui.

Enquanto a adesão ao distanciamento social segue como em dias normais, a média de novos casos confirmados do novo coronavírus que era de 6,9 novos casos por dia em abril, saltou para 39,8 em maio e agora em junho está em 152, causando preocupação as autoridades estaduais de saúde que recomendam uso de máscaras, higiene redobrada e isolamento social.

O distanciamento social é recomendado por autoridades mundiais de saúde como a única forma de conter a velocidade de contágio do vírus, até que seja desenvolvida uma vacina para cura ou controle da doença. Quanto menos contato social, menores as chances de infecção pela Covid-19 que em alguns organismos pode se apresentar com sintomas leves, e em outros de forma grave com insuficiência respiratória, podendo levar a óbito.

Mireli Obando, Subcom

Foto: Chico Ribeiro

Fonte: Portal do MS

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top