Você está aqui
Home > Saúde > MÉDIA DIÁRIA DE CASOS DE COVID NO ESTADO SUPERA OS 2,5 MIL HÁ MAIS DE 15 DIAS

MÉDIA DIÁRIA DE CASOS DE COVID NO ESTADO SUPERA OS 2,5 MIL HÁ MAIS DE 15 DIAS

Desde o final do mês de janeiro até o momento, a média móvel de casos de Covid tem se mantido entre 2,5 mil e 3,1 mil confirmações diárias em Mato Grosso do Sul. Esses indicadores superam o pico da média móvel de junho de 2021, com 2.003. A média móvel indica um cenário mais próximo da realidade de como a doença está: estável, evoluindo ou em decréscimo.

Os dados indicam que a transmissibilidade da Covid segue elevada em Mato Grosso do Sul. Conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta terça-feira (15), a média diária de novos casos confirmados na última semana está em 3.167.

Nas últimas 24 horas foram confirmados mais 3.760 sul-mato-grossenses infectados com o vírus. Os municípios com mais casos novos são: Campo Grande (1790), Três Lagoas (552), Dourados (127), Corumbá (119) e Fátima do Sul (86).

O indicativo da média diária de óbitos para os últimos 7 dias no Estado é de 16,6. Nesta terça-feira foram registradas 16 mortes por complicações da doença.  Com idades entre 33 a 93 anos, as vítimas residiam em Campo Grande (6), Dourados (2), Três Lagoas, Nioaque, Aparecida do Taboado, Ponta Porã, Rio Brilhante, Nova Andradina, Caarapó e Amambai. A taxa de letalidade da doença está em 2,2% no Estado.

Além das 20.117 pessoas em isolamento domiciliar, outras 411 estão hospitalizadas pela doença no Estado. São 235 ocupando leitos clínicos e outras 176 em leitos de UTI. A taxa global de ocupação de leitos por macrorregião é de 105% em Dourados, 94% em Corumbá, 93% em Campo Grande e Três Lagoas com 71%.

Influenza 

Nesta terça-feira (15) o boletim epidemiológico Influenza registra 1 novo caso de hospitalização notificada, e média móvel de 1,9 casos diários nos últimos 7 dias.

Nas últimas 24 horas, a SES registrou 1 novo óbito pela influenza, ocorrido ontem (14). Conforme boletim, trata-se de uma mulher de 66 anos que residia em Campo Grande. A taxa de letalidade por influenza continua elevada com 18,7%.

Confira aqui todos os detalhes do boletim epidemiológico Covid e Influenza desta terça-feira 15 de fevereiro de 2022.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top