Você está aqui
Home > Curiosidades > GUERRA NA UCRÂNIA: COMEÇA CÚPULA EXTRAORDINÁRIA DA OTAN; REINO UNIDO APROVA NOVAS SANÇÕES

GUERRA NA UCRÂNIA: COMEÇA CÚPULA EXTRAORDINÁRIA DA OTAN; REINO UNIDO APROVA NOVAS SANÇÕES

Estados Unidos aprovam novas sanções contra Rússia

O governo dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira (24) um novo pacote de sanções à Rússia. Entre elas, está o congelamento de bens de dezenas de fabricantes de armas e equipamentos defesa, 328 parlamentares russos e o diretor do Sberbank, o maior banco da Rússia.

As sanções foram anunciadas pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, em resposta ao que o órgão chama de guerra “ilegal” contra a Ucrânia.

Secretário-geral da Otan confirma que líderes concordaram em ceder equipamentos militares à Ucrânia

Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, em discurso no dia 24 de março de 2022

Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, em discurso no dia 24 de março de 2022 (Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters)

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse em entrevista coletiva que os líderes da Otan concordaram em cumprir com o envio de armas para a Ucrânia. Segundo ele, serão enviados suprimentos militares significativos, incluindo sistemas antitanque e de defesa aérea e drones.

Por outro lado, ele reiterou que os aliados da Otan não enviariam nenhuma tropa para o território ucraniano.

“Porque a única maneira de fazer isso é estar preparado para entrar em conflito total com as tropas russas”, disse Stoltenberg.

Ainda nesta quinta-feira, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, conversou com os líderes da Otan e os pediu ajuda militar para lutar contra forças russas.

“Vocês poderiam nos dar 1% de todos os seus aviões. 1% de seus tanques. Um por cento!”, falou Zelensky.

Centenas de pessoas estão sendo forçados a sair de Mariupol para a Rússia, diz porta-voz ucraniano

O porta-voz do chanceler ucraniano, Oleg Nikolenko, disse em uma publicação que parte da população de Mariupol está sendo obrigada a ir para a Rússia.

“Ao deportar à força os cidadãos de Mariupol para seu território, a Rússia passa para o próximo nível de terror. 6 mil ucranianos já estão em campos russos onde podem ser usados como reféns. Comboios humanitários que fogem para partes não ocupadas da Ucrânia ainda são bombardeados. Essa barbárie deve acabar”, diz a publicação.

A cidade de Mariupol está sendo cercada por tropas russas. A população estava sendo esvaziada por meio de corredores humanitários, porém, recentemente as tropas avançaram e as rotas de fuga deixaram de ser efetivas.

O que esperar da guerra na Ucrânia: especialistas analisam as consequências para o mundo

Após um mês de ataques, os confrontos estão concentrados em três frentes: Kiev, Kharkiv e a costa do Mar Negro. Especialistas analisam o futuro da guerra na Ucrânia.

O que esperar da guerra na Ucrânia: analistas adiantam as consequências para o mundo

Kremlin acusa Boris Johnson de ser ‘o líder anti-russo mais ativo’, diz agência

Porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, durante entrevista em Moscou no dia 18 de fevereiro de 2022

Porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, durante entrevista em Moscou no dia 18 de fevereiro de 2022 (Foto: Sputnik/Sergey Guneev/Kremlin via REUTERS)

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, acusou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, de ser o mais ativo nas ações anti-Rússia, disse a agência estatal russa RIA.

“Quanto ao Sr. Johnson, nós o vemos como o participante mais ativo na corrida para ser anti-russo. Isso levará a um beco sem saída da política externa”, falou Peskov.

Por outro lado, o porta-voz do Reino Unido diz que está monitorando as implicações do movimento russo.

DESTAQUE

Zelensky pede ajuda militar ‘sem restrições’ por parte da Otan

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, falou na cúpula extraordinária da Otan, nesta quinta-feira, onde apelou aos líderes por mais apoio militar.

“Para salvar as pessoas e nossas cidades, a Ucrânia precisa de assistência militar sem restrições. Da mesma forma que a Rússia está usando todo o seu arsenal sem restrições contra nós”, pediu Zelensky.

Mesmo agradecendo pelas armas enviadas até agora, o líder político da Ucrânia apelou por armas mais ofensivas.

“Vocês poderiam nos dar 1% de todos os seus aviões. 1% de seus tanques. Um por cento!”, falou.

O presidente ucraniano foi mais duro ao dizer que os países da Otan podem salvar vidas de ucranianos doando armas.

“A Aliança pode, mais uma vez, impedir a morte de ucranianos devido aos ataques russos, dando-nos todas as armas que necessitamos. A pior coisa durante a guerra é não ter respostas claras aos pedidos de ajuda”, concluiu.

Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, se reuniu com Peter Maurer, presidente da Cruz Vermelha

Cruz Vermelha se reúne com russos e reforça compromisso para aumentar assistência humanitária na Ucrânia

Lavrov conversa com presidente da Suíça sobre conflito na Ucrânia, diz agência

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, conversou por telefone com Ignazio Cassis, presidente da Suíça, sobre as razões e objetivos da “operação especial russa na Ucrânia”, informou a agência estatal russa TASS.

“A principal atenção foi dada à situação na Ucrânia e em torno dela, as tarefas de resolver problemas humanitários agudos, incluindo medidas para proteger a população civil”, disse o documento divulgado pelo Ministério.

A Suíça se posicionou a favor de ajudar na busca por uma solução para a guerra.

“Foi acordado manter um diálogo, inclusive levando em consideração a prontidão indicada pela Suíça em dar uma contribuição viável para alcançar um resultado realista”, informa o documento.

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/ao-vivo/guerra-ucrania-russia-putin-invasao.ghtml

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top