Você está aqui
Home > Local > GRANDE ANCEIO DA POPULAÇÃO, PROJETO PARA CONSTRUÇÃO DA CAPELA MORTUÁRIA É TRAVADO POR GERMINO ROZ

GRANDE ANCEIO DA POPULAÇÃO, PROJETO PARA CONSTRUÇÃO DA CAPELA MORTUÁRIA É TRAVADO POR GERMINO ROZ

O governo municipal de Batayporã, havia anunciado a construção da capela mortuária, através de permuta, onde seriam trocados 3 terrenos que pertencem a prefeitura por um espaço cedido pelo Sr. Heriberto Mariscal, onde o mesmo ainda teria que voltar uma certa quantia em dinheiro para deixar equivalente os valores de troca.

O Projeto de Lei de Permuta deu entrada na Câmara de Vereadores na semana passada, onde seria votado na Sessão Solene de ontem (24), porém ao dar início na votação pelo projeto que é de grande anceio da população que não tem onde velar entes queridos e familiares foi interrompido pelo pedido de Vista, feito pelo Vereador oposição ao prefeito Germino Roz, onde o mesmo disse que quem já esperou por tanto tempo não era nada esperar até agosto, para que o projeto fosse analisado com calma pela comissão. Germino Roz diz ser a favor da construção da Capela, porém tudo deve ser analisado com calma. Vale lembrar que o projeto é para atender aqueles que não tem condição de pagar o aluguel da única capela que tem no município, o que não é o caso do Nobre Vereador, pois o mesmo possui condições suficientes para arcar com despesas fúnebres.

O pedido de Vista causou revolta por parte dos moradores mais humildes, pois como disse o Vereador Cacildo Paião em sua fala, tempo é dinheiro e temos que aproveitar a boa vontade do proprietário do terreno em querer fazer a permuta, pois caso contrário tudo volta a estaca zero e quem sofre com isso é a população. O projeto deverá ser votado na próxima Segunda-Feira.

” A gente não pode ficar pagando o preço pela disputa política entre Vereador e Prefeito, precisamos da Capela, o Sr. Vereador deveria ter bom senso e atender o anceio da população o mais rápido possível, pois pessoas morrem todos os dias, inclusive poderia ser um parente dele mesmo”, friza Eunice, moradora de Batayporã.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top