Você está aqui
Home > Local > FIOCRUZ ALERTA PARA RISCO ‘MUITO ALTO’ DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM MS

FIOCRUZ ALERTA PARA RISCO ‘MUITO ALTO’ DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM MS

Em levantamento divulgado nesta quinta-feira (9), a Fiocruz revela a tendência de aumento de casos de doenças respiratórias graves em Mato Grosso do Sul. Na região sul do Estado, os números revelam quantidade ‘muito alta’ de registro de casos das doenças respiratórias, em maioria a .

O levantamento leva em conta casos registrados no Estado entre os dias 29 de maio e 4 de junho.

Para que o nível de incidência das doenças seja considerado ‘muito alto’, como é o caso de municípios do sul do Estado, a incidência para cada 100 mil habitantes fica na  de 5 a 10. Esse grau é um anterior ao mais grave, o ‘extremamente alto’.

Em curto prazo, o estudo, que não traz números absolutos das doenças, estima que Campo Grande terá estabilidade no número de casos de doenças respiratórias. A longo prazo, período de seis semanas, há 75% de probabilidade de crescimento de casos.

Conforme o levantamento, 69% dos casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) são positivos para Covid-19.

Covid avança em MS

Na semana passada, quando Mato Grosso do Sul tinha 2 mil novos casos de Covid-19 em 7 dias, o monitoramento da Fiocruz já alertava para tendência de crescimento da doença no Estado.

Nesta semana, a doença avançou ainda mais com 3,5 mil novos casos em Mato Gross do Sul.

Segundo o boletim divulgado pela SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde), o Estado chega a 538.158 casos da doença até hoje. O número de óbitos conta com quatro novos falecimentos nesta semana. Desde o início da pandemia, 10.575 pessoas morreram vítimas do vírus.

Campo Grande é a cidade do Estado com maior quantidade de casos novos, foram 1.582 nos últimos sete dias. Na sequência estão Dourados (222), Naviraí (106) e Chapadão do Sul (105).

Foto: Infogripe

Fonte: https://midiamax.uol.com.br/sem-categoria/2022/fiocruz-alerta-para-risco-muito-alto-de-doencas-respiratorias-em-ms/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top