Você está aqui
Home > Local > EM BATAYPORÃ, PESQUISA POR QUESTIONÁRIO DEVE DAR RESPALDO À CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITO LGBTQIAP+

EM BATAYPORÃ, PESQUISA POR QUESTIONÁRIO DEVE DAR RESPALDO À CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITO LGBTQIAP+

Ferramenta online é preenchida com anonimato garantido; estratégia conta com suporte da Secretaria de Estado de Cidadania e Cultura

A Prefeitura de Batayporã, por meio da Secretaria de Assistência Social, lança nesta terça-feira (28), data em que é celebrado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+, o questionário que irá respaldar a criação do Conselho Municipal de Direito dessa população. O intuito é realizar levantamento do público através de uma ferramenta segura, que garante o anonimato dos participantes. O formulário está disponível a todos interessados pelo link https://forms.gle/D7GPtQYd8FGpanb66 .

Toda a estratégia conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cidadania e Cultura (Secic), que promoveu orientações junto à equipe do município e incentiva a criação do conselho. “Os conselhos são uma ferramenta na promoção dos direitos. Eles têm atuação consultiva e deliberativa. Nesse sentido, o Conselho de Direito LGBTQIAP+ irá formular e propor diretrizes que garantam o desempenho de políticas públicas para esse público e de combate à discriminação”, explicou a secretária Maynara Wruck.

O intuito do questionário é ter um diagnóstico da população LGBTQIAP+ presente em Batayporã. O formulário foi submetido à avaliação do Centro Estadual de Cidadania LGBT+ (CECLGBT+), que realizou adequações. A equipe do CECLGBT+ também ofertou capacitação para servidores da rede de atendimento socioassistencial de Batayporã sobre questões de orientação sexual e de identidade de gênero.

O link do questionário também estará disponível a partir desta semana no site da Prefeitura de Batayporã – bataypora.ms.gov.br.

Com seis perguntas objetivas, questionário garante sigilo.

Imagem: Prefeitura de Batayporã

Fonte: Assessoria PMB

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top