Você está aqui
Home > Esporte > DEPOIS DE 13 ANOS, COMERCIAL E OPERÁRIO EMPATAM SEM GOLS NO MORENÃO VAZIO, AINDA BEM

DEPOIS DE 13 ANOS, COMERCIAL E OPERÁRIO EMPATAM SEM GOLS NO MORENÃO VAZIO, AINDA BEM

Depois de 13 anos, clássico Comerário ficou no empate sem abertura de contagem. O jogo também não foi dos melhores. Os jogadores se preocuparam muito da marcação e teve poucas chances de reais de gol. O empate acabou sendo até um bom resultado para ambas as equipes. O técnico comercialino Matheus Sabatine reconheceu que seu time não teve uma tarde feliz.

Com o clássico 194 sem gols, as duas equipes ficam na segunda posição, visto que o Costa Rica venceu e pulou na liderança com 100% de aproveitamento e soma 6 pontos. O “Cobra do Norte” atropelou o Dourados por 3 a 0, no estádio Laertão. Na outra partida do hexagonal, o ABC venceu o Aquidauanense, no sábado, pelo placar de 1 a 0.

No clássico Comerário, as duas chances reais de gols aconteceram para os dois lados. Pelo Operário, o atacante Rychely teve a oportunidade ainda no primeiro tempo, mas pressionado na marcação chutou pra fora. E o zagueiro Maurício teve uma boa chance na bola parada, quando após o escanteio subiu e cabeceou rente ao travessão. Pelo lado comercialino, a tarde não foi das melhores para o artilheiro Itamar. Enquanto esteve em campo foi bem marcado, mas teve um bom momento no segundo tempo, quando recebeu de Noturno e escorregou na hora de arrematar. Matheus Lemos não finalizou depois de jogada individual e ficou na cara do goleiro Diego.

Agora, as duas equipes jogam na terceira rodada em casa. O Operário joga na quarta contra o Costa Rica e o Comercial terá o derby diante do ABC.

FICHA TÉCNICA

Comercial com Martins; Samuel, Maicon, Murilo e Lucas Paulista; Alessandro (Biel), Matheus Lemos, João Paulo (Vini) e Ueliton Santana (Pedrinho); Itamar (Jony) e Noturno. Técnico Matheus Sabatine.

Operário com Diego; João Paulo, Maurício, Bruno Centeno e Makeka; Anderson Luis, Fagner, Lucas Kattah (Cadu Padilha) e Jefferson Reis (Vitinho); Rychely (Vinicius) e Jonatas Obina. Técnico Glauber.

Arbitragem de Marcos Mateus Pereira e os assistentes Leandro dos Santos e Marcos Brito.

Fonte: http://www.esportems.com.br/

Foto-Franz Mendes

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top