Você está aqui
Home > Saúde > CRUZEIROS TIVERAM QUASE 800 CASOS DE COVID EM NOVE DIAS, DIZ ANVISA

CRUZEIROS TIVERAM QUASE 800 CASOS DE COVID EM NOVE DIAS, DIZ ANVISA

Segundo agência, aumento foi ‘exponencial’ e, por isso, temporada precisava ser suspensa. Atividades ficarão paralisadas até o dia 21

Após recomendar a suspensão da temporada de cruzeiros no país, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou que quase 800 casos de Covid-19 foram confirmados a bordo das embarcações atracadas na costa do Brasil em um intervalo de apenas nove dias.

Segundo a agência, desde que a temporada de 2021-2022 dos cruzeiros teve início, em novembro do ano passado, 829 pessoas, entre tripulantes e passageiros dos navios, foram diagnosticadas com o novo coronavírus. Desse total de casos, só 31 foram confirmados entre 1º de novembro e 25 de dezembro. Os 798 restantes foram registrados de 26 de dezembro até esta segunda-feira (3).

De acordo com a Anvisa, 502 casos de Covid-19 foram diagnosticados entre tripulantes, o que representa 60% dos casos positivos a bordo das embarcações.

“Tal mudança repentina e brusca do contexto epidemiológico, provavelmente decorrente do surgimento da variante Ômicron, requer nova avaliação do cenário da pandemia de Covid-19. Os dados referentes ao cenário epidemiológico a bordo das embarcações de navios de cruzeiro reforçam a nota técnica da Anvisa, expedida na última sexta-feira (31/12), que recomendou ao Ministério da Saúde a suspensão provisória imediata da temporada de navios de cruzeiro no Brasil”, frisou a Anvisa.

Reunião com estados, municípios e empresas

Nesta segunda, integrantes da Anvisa, do Ministério da Saúde, da Casa Civil e de outros órgãos do governo federal se reuniram com representantes dos estados e cidades em que os navios estão atracados e com empresas do setor, para debater a situação das embarcações.

De acordo com a Anvisa, “os estados e municípios foram unânimes em reiterar a posição da Anvisa pela suspensão provisória da temporada de navios de cruzeiro no Brasil, até que se obtenham novos dados para melhor avaliação de eventual cenário de retomada”.

A agência ainda afirmou que estados e municípios tiveram dificuldade na obtenção dos dados epidemiológicos junto às empresas responsáveis pelas embarcações, “o que prejudicou a condução oportuna das investigações pelas autoridades locais de saúde”.

“Outro ponto de destaque foi a dificuldade de identificação de contatos próximos de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, por se tratar de ambiente confinado, o que pode contribuir para disseminação mais rápida da doença caso medidas adicionais de controle não sejam adotadas”, acrescentou a Anvisa.

A reunião culminou na suspensão das atividades de cruzeiro até o dia 21 de janeiro. Antes desse encontro, contudo, a Clia Brasil (Associação Brasileira de Navios de Cruzeiros) já tinha anunciado a paralisação temporária da temporada de cruzeiros.

Segundo a Casa Civil, “o governo federal continuará, nos próximos dias, a promover reuniões com municípios, estados e empresas para, juntos, reavaliarem a possibilidade do retorno das atividades”.

Fonte/Foto: Portal R7 Noticias

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top