Você está aqui
Home > Esporte > CAMPEONATO INGLÊS VOLTA NESTA QUARTA: VEJA UM GUIA COM TUDO SOBRE A RETOMADA

CAMPEONATO INGLÊS VOLTA NESTA QUARTA: VEJA UM GUIA COM TUDO SOBRE A RETOMADA

Depois de 100 dias sem jogos, o Campeonato Inglês retorna nesta quarta. Dois jogos atrasados marcam a reabertura da competição: a sensação da temporada Sheffield United visita o Aston Villa, e o Manchester City recebe o Arsenal, este jogo com acompanhamento em tempo real do GloboEsporte.com.

Enquanto o título do Liverpool está encaminhado, a briga pela Liga dos Campeões está acirrada, e terá como pano de fundo jogos sem torcida, protestos pela igualdade racial e um rígido protocolo de saúde. Confira a expectativa dos brasileiros Roberto Firmino, Richarlison, Willian, Fabinho, Gabriel Martinelli e Joelinton e os principais destaques abaixo.

Quais as medidas de segurança adotadas pela liga?

Nesta temporada, o Campeonato Inglês ficará órfão daquilo que, para muitos é o elemento mais importante do futebol: o torcedor. As arquibancadas vazias simbolizam uma preocupação da liga com a saúde de quem está envolvido com as partidas, mas as medidas de segurança não param por aí, e abrangem os jogadores, a rotina de treinos e o protocolo das partidas.

Mais do que jogar sem público, os atletas deverão reduzir a interação com adversários após o apito final, terão apenas 25 minutos para trabalhos após as partidas e todas as entrevistas pós-jogo serão feitas no gramado.

Isso somado às baterias de testes para a Covid-19 realizadas pela liga nas semanas que antecederam a reabertura do campeonato: foram oito, tirando os exames feitos por cada equipe. Willian, do Chelsea, explica outras mudanças nos treinos do Chelsea.

– Mudou muito a rotina, pois nós levamos as roupas do treino e chuteiras para casa, já chegamos trocados no CT, não entramos no complexo onde ficam os vestiários e onde éramos acostumados a fazer as nossas coisas, pois está tudo fechado. Chegamos no CT, saímos do carro e vamos direto para o campo. Nós fazemos os testes duas vezes por semana, e acho que todos os clubes estão fazendo o mesmo.

“Por mais que seja seguro, ainda há riscos, o vírus está aí. Por isso, tenho tomado o maior cuidado e sigo aquilo que eles nos passam para não contrairmos o vírus”, diz Willian.

Willian em ação pelo Chelsea: atacante deve renovar contrato até fim de agosto para terminar temporada — Foto: Ricardo Nogueira / Divulgação

Willian em ação pelo Chelsea: atacante deve renovar contrato até fim de agosto para terminar temporada — Foto: Ricardo Nogueira / Divulgação

Rivais na cidade de Liverpool, mas companheiros de seleção em algumas convocações, Richarlison e Fabinho também contaram que os treinos de Everton e Liverpool, respectivamente, não são como antes.

– O mundo todo está passando por um período muito complicado. Acho que todos estamos ainda um pouco tensos e preocupados com toda essa situação, especialmente com o que está acontecendo no Brasil agora. Um dos pedidos nos treinos foi para ninguém cuspir no gramado e evitar tocar as mãos. Estão sendo bastante rígidos com isso para que o futebol volte, mas com bastante segurança – disse Richarlison.

– A recuperação pós-treino mudou muito, o tempo é bem menor. Não podemos mais usar nosso vestiário, temos que ir com a roupa do treino, e voltar para tomar banho em casa. Os testes vêm sendo feitos, creio que todos os jogadores, staff técnico e médico, deram negativo até agora – afirmou Fabinho.

Quando o Liverpool pode ser campeão?

A campanha de 27 vitórias, um empate e uma derrota até aqui credencia o Liverpool como o grande favorito ao título. Para levantar a taça sem depender de ninguém, basta vencer dois dos nove compromissos até o fim da competição.

No entanto, se o Manchester City – segundo colocado com 25 pontos atrás – perder para o Arsenal, na quarta, ou para o Burnley, no fim de semana, uma vitória simples contra o Everton dará o título ao clube, o primeiro da equipe na era da Premier League, desde 1992. Com 18 taças, o Liverpool não é campeão inglês desde 1990.

O tempo de paralisação gerou mais expectativa não só nos torcedores, que têm o Campeonato Inglês como obsessão, mas também nos atletas, como revela Roberto Firmino.

– Realmente, o título está bem próximo pela excelente temporada que a gente vinha fazendo. Só perdemos um jogo em 29 partidas.

“A ansiedade já era grande, claro, e ficou ainda maior pelo longo tempo que ficamos sem poder jogar.”

– O Liverpool já vem lutando por esse título da Premier League há muitos anos e espero que a hora tenha chegado, esse grupo merece.

Firmino e Fabinho comemoram o título da Supercopa da Europa com o Liverpool — Foto: Getty Images

Firmino e Fabinho comemoram o título da Supercopa da Europa com o Liverpool — Foto: Getty Images

Durante os dias em que a bola não rolou, a pandemia colocou uma incerteza na continuidade da competição, o que fez com que Fabinho refletisse sobre as consequências de um fim prematuro.

– Nós não sabíamos o que ia acontecer, estávamos preocupados primeiramente com a nossa própria segurança sobre o vírus. Não sabíamos realmente se nós íamos ser campeões realmente, se a liga ia continuar… Mas agora que o retorno da liga está próximo, nós nos preparamos bem nesse tempo que nós treinamos.

Qual é a expectativa dos brasileiros?

De todos os atletas que voltam a campo na Inglaterra, Gabriel Martinelli terá o privilégio de ser um dos primeiros, ao enfrentar o Manchester City nesta quarta. Com apenas 18 anos, ele tem 10 gols na temporada, três deles no Campeonato Inglês. Ele quer voltar a jogar no mesmo ritmo em que parou.

– Essa primeira temporada na Inglaterra realmente estava sendo muito boa para mim. Acredito que mantendo essa mentalidade de buscar sempre o meu melhor, até mesmo na paralisação, vou conseguir retomar o nível que vinha apresentando até a pausa e ter um rendimento que possa ajudar a nossa equipe a voltar com bons resultados.

Gabriel Martinelli treina no Arsenal — Foto: Getty Images

Gabriel Martinelli treina no Arsenal — Foto: Getty Images

Durante o confinamento, muitos atletas aproveitaram o tempo para fazer o que não podem durante os compromissos com jogos e viagens. Richarlison, por exemplo, destacou-se por ser embaixador de uma campanha em parceria com a Universidade de São Paulo e por se esforçar nas aulas de inglês, por vezes mais complicadas que passar pelos marcadores dentro de campo.

– Estou pegando pesado nos estudos. É uma coisa que faz muita falta no meu dia a dia e acho que estou melhorando bastante. Já consigo entender tudo que me falam, consigo me comunicar. Minha próxima meta é conseguir dar uma entrevista em inglês.

Richarlison Andrade

@richarlison97

Esse Ingles é difícil viu Hahahah aprendi bastante hoje 🤪 e desculpa pela letra 😂😂😂😂

View image on TwitterView image on Twitter
7,174 people are talking about this

Retorno em meio a protestos

Além das medidas de segurança, o apoio aos protestos pela igualdade racial também vão marcar a volta da competição. Uma das decisões é substituir o nome dos atletas nas camisas por “Black Lives Matter” (Vidas negras importam), mote do movimento mundial que começou nos Estados Unidos após a morte de Georger Floyd, negro, assassinado por um policial branco.

A liga anunciou que os árbitros não vão punir com cartão amarelo nenhum jogador que se ajoelhar em forma de protesto antes ou durante as partidas. Os jogadores de todos os 20 clubes do campeonato não só concordaram com essas decisões, como divulgaram um comunicado:

– Nós, jogadores, estamos juntos com o objetivo de erradicar o preconceito racial, onde quer que isso exista, para criar uma sociedade global de inclusão, respeito e igualdade de oportunidades para todos, independentemente de sua cor ou credo. Este símbolo é um sinal de união de todos os jogadores, funcionários, clubes e árbitros da liga e #blacklivesmatter #playerstogether.

Jogadores do Chelsea protestam ajoelhados antes de treinamento — Foto: Site oficial do Chelsea

Jogadores do Chelsea protestam ajoelhados antes de treinamento — Foto: Site oficial do Chelsea

Briga pela Liga dos Campeões e contra o rebaixamento

Se o título está encaminhado, há muita briga por vagas em competições europeias e para fugir do rebaixamento. Com o Liverpool já classificado para a Liga dos Campeões, restam quatro vagas, disputadas por oito times. São eles Manchester City, Leicester, Chelsea, Manchester United, Wolverhampton, Sheffield United, Tottenham e Arsenal.

A pontuação da briga contra o rebaixamento é mais acirrada. O 15º, o Brighton, tem apenas dois pontos a mais do que o 18º, o Bournemouth. Veja a disputa abaixo:

Briga contra o rebaixamento

Posição Time Pontos Jogos
15 Brighton 29 29
16 West Ham 27 29
17 Watford 27 29
18 Bournemouth 27 29
19 Aston Villa 25 28
20 Norwich 21 29

Um dos clubes que ainda briga contra o descenso é o Newcastle. A situação do time não é dramática, mas o time do norte da Inglaterra ainda não está garantido matematicamente na próxima Premier League. Joelinton, no clube desde 2019, acredita que o tempo parado vai influenciar todas as equipes na retomada.

– Sem dúvidas a Premier League é uma das principais ligas do mundo, pois conta com grandes equipes e jogadores de altíssimo nível. Sabemos que essa retomada vai ser difícil para todo mundo, depois de muito tempo parado, mas temos que nos concentrar em dar nosso melhor para alcançar as vitórias e terminar na melhor posição possível.

Joelinton durante a partida do Newcastle contra o Burnley — Foto: Getty Images

Joelinton durante a partida do Newcastle contra o Burnley — Foto: Getty Images

Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-ingles/noticia/campeonato-ingles-volta-nesta-quarta-veja-um-guia-com-tudo-sobre-a-retomada.ghtml

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top