Você está aqui
Home > Local > CAMINHADA EM BATAYPORÃ REFORÇA PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

CAMINHADA EM BATAYPORÃ REFORÇA PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Agosto é o mês de proteção à mulher para enfrentamento da violência e de criação da Lei Maria da Penha. Desde o início do mês, várias ações estão sendo realizadas para marcar a campanha “Agosto Lilás”.

Nesta sexta-feira (24), representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, CREAS, CRAS, Agentes Comunitários de Saúde, integrantes do Projeto Conviver e Polícia Militar se mobilizaram para chamar a atenção para a violência contra a mulher, em caminhada realizada na Avenida Brasil.

Durante o percurso, foram distribuídos panfletos explicativos sobre os tipos de violência doméstica e os direitos das mulheres, além de abordagem direta com a população. A atividade foi organizada pela Coordenadoria Especial da Mulher (CEMU), em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), e contou ainda com a participação da primeira-dama Cléia Valéria, da secretária Léia Maria e da coordenadora da CEMU, Célia de Fátima Amaral.

Fotos: Assessoria PMB

Segundo Célia, as agressões contra a mulher continuam presentes em meio à sociedade e essa luta é muito importante para combater a violência e trazer conhecimento para população. “Nossa missão é ser multiplicadores em uma rede de proteção a mulheres que sofrem com algum tipo de violência”, frisou.

Como denunciar – O serviço do número 180 é gratuito, funciona 24 horas por dia e preserva o anonimato a quem denuncia. Segundo o Governo Federal, há muitas mulheres que ligam apenas para solicitar informações ou encaminhamento para serviços especializados.

As denúncias também podem ser registradas pessoalmente nas delegacias especializadas em crime contra a mulher e pelo 190 (Polícia Militar).

Fonte: http://www.bataypora.ms.gov.br/noticias/coordenadoria-especial-da-mulher/caminhada-em-bataypora-reforca-prevencao-a-violencia-contra-a-mulher

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top