Você está aqui
Home > Esporte > BRASIL VENCE O EGITO NO FUTEBOL MASCULINO E SE CLASSIFICA À SEMI DAS OLIMPÍADAS

BRASIL VENCE O EGITO NO FUTEBOL MASCULINO E SE CLASSIFICA À SEMI DAS OLIMPÍADAS

Em um jogo de muita marcação, o Brasil venceu o Egito por 1 a 0, neste sábado (31), e agora disputa a semifinal do futebol masculino nas Olimpíadas de Tóquio-2020. O jogo foi disputado em Saitama, no Japão.

Na semifinal, a seleção brasileira irá enfrentar o vencedor do jogo entre Coreia do Sul e México, que se enfrentam em Yokohama. O Brasil tenta o bicampeonato olímpico no futebol masculino.

A outra semifinal será entre Espanha e Japão. Os espanhóis bateram a Costa do Marfim por 5 a 2, em Miyagi, após prorrogação. Já o Japão empatou por 0 a 0 com Nova Zelândia no tempo regulamentar e na prorrogação. Na disputa de pênaltis, o time da casa venceu por 4 a 2. A partir foi realizada em Kashima.

Na primeira fase da competição, o Brasil venceu Alemanha (4 a 2), empatou com Costa do Marfim (0 a 0) e derrotou Arábia Saudita (3 a 1), terminando o Grupo D na primeira posição.

Já o Egito tinha ficado na segunda posição no Grupo C, que também classificou a Espanha.

Respeitando muito o Brasil, o técnico do Egito, Shawky Gharib armou o time em um retrancado esquema 5-4-1. Já a seleção brasileira contou com o retorno de Douglas Luiz após cumprir suspensão. André Jardine armou o time no 4-3-3.

Com a defesa egípcia congestionada, o Brasil tinha dificuldade para trocar passes na entrada da área e armar boas jogadas. No primeiro tempo, o Brasil finalizou seis vezes ao gol do Egito, mas só duas foram ao gol. O time brasileiro teve 61% da posse de bola na primeira etapa.

Com tanta dificuldade, a seleção brasileira conseguiu fazer sua primeira finalização certa aos 28 minutos. Richarlison tabelou com Matheus Cunha e chutou forte. O veterano goleiro El Shenawy, 33, deu rebote, que não foi aproveitado pelo ataque brasileiro.

Com troca de passes envolvente, o Brasil conseguiu, pouco depois, finalmente abrir o placar. Claudinho tocou para Richarlison, que passou para Matheus Cunha tocar no canto direito de El Shenawy, que não conseguiu buscar.

No segundo tempo, o Brasil conseguiu mais espaço. Logo aos 2 minutos, Douglas Luiz lançou Matheus Cunha que deu uma cavadinha.

A bola bateu no rosto de El Shenawy e saiu para escanteio. Com dores musculares, o centroavante foi substituído por Paulinho pouco depois.

O Brasil caiu muito de produção no decorrer da segunda etapa. A equipe apenas administrava o resultado, dando espaço para o Egito fazer jogadas insinuantes pelas laterais.

O time egípcio conseguiu finalizar bolas ao gol, mas Santos mostrou segurança para garantir a classificação.

Fonte: Redação

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top