Você está aqui
Home > Sem categoria > BATAYPORÃ TEM APLICADO 8,53% A MAIS DE RECEITA NA SAÚDE DO QUE O MÍNIMO PREVISTO EM LEI

BATAYPORÃ TEM APLICADO 8,53% A MAIS DE RECEITA NA SAÚDE DO QUE O MÍNIMO PREVISTO EM LEI

Município aplicou na área 23,53% das receitas resultantes de impostos enquanto legislação prevê aplicação mínima de 15%; dados foram expostos em relatório durante audiência pública referente ao primeiro quadrimestre de 2022

A Prefeitura de Batayporã promoveu na última quarta-feira (25) as audiências públicas de apresentação de prestação de contas do primeiro quadrimestre de 2022, com demonstração e avaliação das metas fiscais dos poderes Executivo e Legislativo, e relatório fiscal da área da Saúde. Na ocasião, foi constatado que a Administração tem investido 8,53% acima do percentual mínimo previsto em lei para a área da Saúde.

As apresentações correspondem à aplicação da Lei de Responsabilidade Fiscal, Lei Complementar n. 141/2012 e Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Os trabalhos foram conduzidos, respectivamente, pelos secretários Letícia Sanches (Saúde) e Gabriel Boffo (Administração, Finanças e Planejamento).

Segundo a Legislação, compete ao município a aplicação mínima na área da Saúde de 15% das receitas resultantes de impostos e, atualmente, a Prefeitura tem aplicado 23,53%, conforme apontaram os relatórios. O percentual corresponde a uma receita de R$ 3.304.729,09 para ações e
serviços públicos em Saúde somente até o mês de abril de 2022.

De acordo com Boffo, os investimentos são possíveis graças à gestão enxuta adotada pela Prefeitura. “Com a economia concentrada nas demandas corretas, como a aquisição consciente de materiais e insumos, e a gestão eficiente de pessoal, que impacta na redução da folha, as aplicações são bem direcionadas. Isso nos possibilita ampliar a oferta e a qualidade dos serviços prestados à população”, enfatizou.

Avanços na rede

Conforme pontuou a secretária municipal de Saúde, Letícia Sanches, a assistência no município tem evoluído em todas as áreas, mas se destaca com a ampliação dos atendimentos médicos com especialistas e a implantação dos serviços de fonoaudiologia e nutrição. Apenas neste primeiro quadrimestre, foram 386 consultas e 1096 exames custeados pelo município.

“Isso é um investimento da Administração. Precisamos pensar que foi um investimento próprio para atender a população, além de todos os procedimentos que são viabilizados via SISREG e Core (Sistema Nacional de Regulação e Sistema Estadual de Regulação)”, detalhou a gestora.

 

 

 

 

 

 

Secretário Gabriel Boffo destacou gestão eficiente dos recursos do município. Foto: SMS/Batayporã.

Para secretária de Saúde, rede avançou a partir de investimentos próprios da Prefeitura: Foto: SMS/ Batayporã.

 

Fonte: Assessoria PMB

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top