Você está aqui
Home > Esporte > ANÁLISE: SÃO PAULO DÁ ADEUS AO TÍTULO EM JOGO QUE RESUME A TEMPORADA DO QUASE

ANÁLISE: SÃO PAULO DÁ ADEUS AO TÍTULO EM JOGO QUE RESUME A TEMPORADA DO QUASE

O São Paulo deu adeus ao título do Campeonato Brasileiro nesta sexta-feira, ao empatar por 1 a 1 com o Palmeiras, no Morumbi. Um título que esteve bem perto e que se distanciou de forma melancólica.

E o jogo que enterrou as chances de conquistas do São Paulo foi um belo resumo do Tricolor durante toda a temporada: um time do quase.

Faltavam apenas quatro minutos para que as chances de brigar pela taça seguissem vivas. Até os 47 minutos do segundo tempo, a equipe comandada por Marcos Vizolli vencia graças ao pênalti convertido por Luciano, aos 28 da etapa final.

Era necessário apenas segurar o resultado até os 51 minutos para continuar com a esperança de encerrar o jejum de oito anos sem conquistas. Mas isso ficou só no quase (mais uma vez).

Mais notícias sobre o São Paulo:
+ Atuações: as notas dos jogadores
+ Luciano resume: “Inadmissível”
+ Daniel Alves é desfalque

Aos 47 minutos, o atacante Rony, do Palmeiras, conduziu a bola na esquerda, ajeitou para a perna direita e chutou meio sem jeito. Com requintes de crueldade, a bola desviou em Luan e enganou Tiago Volpi. Chegava ali o fim do sonho tricolor.

O roteiro, porém, não foi muito diferente daqueles com os quais o torcedor teve que conviver durante a temporada. Em praticamente todas as competições, o time deixou as oportunidades escaparem entre os dedos em frações de segundos.

Como não se lembrar da eliminação na Copa Sul-Americana, por exemplo? Depois de conseguir uma virada improvável de 4 a 2, com um gol aos 44 minutos do segundo tempo, a equipe então comandada por Fernando Diniz sofreu o terceiro gol aos 47 minutos e deixou a competição.

Como esquecer os gols perdidos por Luciano e Brenner na semifinal da Copa do Brasil, contra o Grêmio, no jogo de ida? Gols que custaram a eliminação que muitos no clube consideram primordial para a queda de rendimento no Campeonato Brasileiro após abrir sete pontos de vantagem na liderança.

Foi quase…

Tiago Volpi dentro do gol do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Tiago Volpi dentro do gol do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

O que não pode ficar no quase é a vaga direta para a próxima Libertadores. Sem chances de título, o São Paulo ainda briga para ficar no G-4 do Brasileirão. Neste momento, é o terceiro colocado, com 63 pontos.

Para não depender de nenhum adversário, o Tricolor conquista a vaga no caso de vitória nas últimas duas rodadas. Na próxima segunda-feira, a equipe enfrenta o Botafogo, no Engenhão. Na última rodada, o desafio é contra o Flamengo, no Morumbi.

Ficar entre os quatro primeiros colocados é garantir a Hernán Crespo um início de trabalho com um pouco mais de paz e planejamento para a próxima temporada, que já começa no próximo domingo (dia 28), com o Campeonato Paulista.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/noticias-spfc-sao-paulo-analise-titulo-brasileiro.ghtml

Foto: Marcos Ribolli

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top