Você está aqui
Home > Sem categoria > A FINAL DA LIBERTADORES TÁTICA: OS CENÁRIOS POSSÍVEIS PARA PALMEIRAS X SANTOS NO MARACANÃ

A FINAL DA LIBERTADORES TÁTICA: OS CENÁRIOS POSSÍVEIS PARA PALMEIRAS X SANTOS NO MARACANÃ

Cuca disse ter uma dúvida sobre a escalação para a final da Libertadores contra o Palmeiras. Imaginando que John disputou as duas últimas partidas e Alisson deu entrevista coletiva afirmando estar fisicamente apto, a possível mudança só pode ser Lucas Braga ou Sandry.

Com Lucas Braga, ele marca o lado do campo, espera o lateral-direito Marcos Rocha.

Mas o Palmeiras não tem tanta força pelos lados.

Com Sandry, seriam dois volantes, sistema 4-1-4-1, com Alisson de primeiro volante, e uma linha de quatro à frente formada por Marinho, Sandry, Pituca e Soteldo. Kaio Jorge à frente.

Parece mais defensivo, mas não é. Porque Lucas Braga é o grande curinga, mas está sempre a serviço de uma função, que talvez não exista na partida contra o Palmeiras. Sandry bloqueia mais o meio-de-campo do Palmeiras e libera Marinho e Soteldo juntos para se juntarem a Kaio Jorge.

Além disso, Abel Ferreira enfrentou o Santos em 5 de dezembro, na Vila Belmiro, contra uma formação exatamente igual à esperada de Cuca: John, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Marinho, Alisson, Diego Pituca e Lucas Braga; Soteldo e Kaio Jorge.

Melhores momentos: Santos 2 x 2 Palmeiras pela 24ª rodada do Brasileirão

Melhores momentos: Santos 2 x 2 Palmeiras pela 24ª rodada do Brasileirão

O Palmeiras tem mil alternativas. Mas poucas concretas. Não parece provável a repetição da formação do jogo contra o River Plate, em Avellaneda. Por mais que se repita que aquela foi a melhor atuação palmeirense na Libertadores, naquele dia Zé Rafael tinha uma lesão no tornozelo e Raphael Veiga não era confiável, pelo pós-covid.

Agora é diferente. Raphael Veiga é o melhor jogador e o mais decisivo da era Abel Ferreira. Dos 45 gols sob o comando do treinador português, Veiga marcou 10 e deu dois passes. Rony marcou sete e ofereceu cinco assistências. Difícil abrir mão dos dois, mas é possível que jogue Willian e não Rony.

Mas podem jogar ambos e, neste caso, quem pode sair? Difícil pensar em tirar Marcos Rocha, Luiz Adriano não sai, nem Zé Rafael ou Raphael Veiga, é o que parece. O time mais provável é Wéverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Danilo e Zé Rafael; Gabriel Menino, Raphael Veiga e Rony; Luiz Adriano.

Para jogarem juntos Rony e Willian, uma hipótese, improvável, é tirar Danilo e usar Gabriel Menino como segundo volante. Danilo é brilhante. Sentiu muito o peso do jogo contra o River Plate, depois de ver a torcida fazendo o corredor de fogo entre a Academia de Futebol e o Allianz Parque.

Lembre-se de que Danilo nunca jogou com torcedores no estádio. Pode ter feito diferença.

Mas a lógica é que jogue.

O Palmeiras marcará com bloco médio, tentará a recuperação da bola na intermediária e o contra-golpe rápido, objetivo. O Santos gosta de ter a bola, mas pode mudar a característica. O jogo é imprevisível no resultado, mas tem todas estas previsões do ponto de vista tático.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top